S1.png

29 de Outubro de 2020

Black Friday 2020

Por Hindemburg Melão Jr.

 

Nos meses de março e abril de 2020, o Saturno V enfrentou seu período mais difícil desde que começou a operar. Ironicamente, alguns dias antes do início dessa péssima fase, eu havia escrito um artigo sobre como o Saturno V estava atravessando sem dificuldade a pandemia, e para engolir minhas palavras ele começou a “levar ferro”. Geralmente acho divertidos os episódios em que uma pessoa arrogante recebe uma dura lição de humildade, mas não é engraçado quando eu sou essa pessoa, e menos engraçado ainda quando a lição envolve pesadas perdas monetárias. 
 
Os últimos meses foram muito difíceis para todos, inclusive para Renaissance Techologies, de James Simons, que amargou duras perdas de mais de 20%. O Saturno V também não passou ileso. Meu estresse chegou em níveis muitos elevados, tentei me distrair com um de meus hobbies, a Astrofotografia, mas ainda assim foi muito tenso. 

 

Para quem tiver interesse em mais fotos.


Mas felizmente o pior período durou apenas 2 meses, deixou cicatrizes, mas já estamos retomando o crescimento. Neste mês o lucro acumulado do Saturno V no fundo chegou a 12% e no mês passado lucrou 5,63%, ficando entre os 14 primeiros no ranking da IASG. Não estão sendo obtidos resultados similares em todas as contas, inclusive na conta de referência que é usada como parâmetro para atualização do site. Isso, de certo modo, é “normal”, há períodos nos quais o fundo fica melhor, outros nos quais fica pior, há períodos nos quais os resultados na Dukascopy são melhores do que nas outras corretoras, como em 2017, em outros períodos os resultados na Global Prime são melhores, como em 2018, em que os lucros na Global Prime foram quase o dobro dos lucros na Dukascopy (98% na Global e 55% na Dukas): https://www.saturnov.org/performancesaturnov.

 

O importante é que no conjunto das contas os resultados estão melhorando desde maio. 
 
É interessante esclarecer os motivos dessas diferenças em períodos relativamente curtos, bem como a redução das dissimilaridades à medida que o tempo considerado na comparação aumenta. A longo prazo, espera-se que os resultados anuais médios em corretoras diferentes com taxas iguais se torne indistinto, mas a curto prazo podem ocorrer vários fenômenos que produzem tais diferenças. No caso específico de abril e maio de 2020, a Tamara observou que algumas vezes o Saturno entrava numa operação de compra e, logo em seguida, a cotação começava a cair, e como o fundo diluía a operação em maior número de partes, devido à liquidez, e ia completando as compras ao longo de um intervalo de tempo mais longo, como o preço começava a cair o preço médio acaba sendo melhor do que nas contas em que a operação era aberta de uma vez ou em menor número de partes. O mesmo efeito no fechamento da operação, por isso o fundo acabou obtendo resultados melhores (ou menos ruins). 
 
Portanto, embora o fundo tenha obtido melhores resultados, seria esperado o contrário em condições “normais”, inclusive em backtests diluindo as operações em maior número de partes, o lucro costuma ser inversamente proporcional ao número de partes. Algumas versões e configurações são menos sensíveis a esses efeitos, e estas são prioritariamente utilizadas no fundo, mas mesmo assim o resultado natural é que em volumes maiores ocorra uma penetração mais profunda no livro de ofertas, com spreads efetivos maiores, ou a diluição em maior número de partes implique uma demora maior até executar inteiramente um maior número de lotes. 
 
O gráfico abaixo exemplifica uma situação em que abrindo cada operação dividida em várias partes distribuídas ao longo de alguns minutos o resultado fica melhor do que abrindo a posição inteira de uma vez ou em menor número de partes:  

 

Isso acontece porque ao fazer a compra perto do pico, com apenas 1 parte, o preço pago será o valor perto do pico, mas se diluir em várias partes, os preços pagos depois da primeira parte serão cada vez menores, resultando num preço médio mais vantajoso e um lucro maior na operação. Esse tipo de situação (no caso em 30/04/2020) é menos frequente do que o movimento persistir na mesma direção e essa é uma das razões pelas quais os resultados no fundo são, em média, um pouco menores, mas durante a pandemia foi o contrário, pois esse e outros tipos de anomalias ocorreram com frequência acima da média. 
  
A expectativa a longo prazo é de que as diferenças se anulem e os resultados fiquem cerca de 92% semelhantes, conforme estudo publicado neste artigo. Na verdade, esses resultados de 2010-2014 já não são representações acuradas para a situação atual. A similaridade esperada atualmente é menor, provavelmente perto de 85% (um dos tópicos na fila de espera para futuros artigos é este). 
 
Tendo em conta toda essa situação provocada pela pandemia, decidimos fazer uma promoção para novos clientes e outra para os clientes antigos. Entre as pessoas cadastradas em nosso site, menos de 5% delas chegou a enviar o questionário preenchido e menos de 1% chegou a ser aprovado e efetivamente adquiriu alguma licença. Pretendemos mudar essa situação e, para isso, estamos nos empenhando para compreender melhor os motivos pelos quais tão poucas pessoas que se cadastraram chegaram a enviar os questionários preenchidos. 
 
Infelizmente não consideramos viável deixar de utilizar o questionário. Ao contrário, pensamos em adicionar mais perguntas, porque especialmente nesse período de pandemia ficou muito clara a importância de ter clientes que compreendem bem as flutuações do Mercado e não entram em pânico ao atravessar um período de perdas, aguardando resilientemente pela recuperação. Se alguém tivesse saído em abril ou maio, durante as piores perdas, não estaria agora participando da recuperação. Portanto os questionários serão mantidos e provavelmente ampliados. Por outro lado, consideramos a possibilidade de reduzir o valor mínimo de aplicação. Além disso, como a performance anual média depois da pandemia está menor do que era, também nos parece justo reduzir o preço das licenças para os novos clientes e reduzir as taxas de renovação de licenças para clientes antigos. 
 
Como as performances estão menores, também vamos aplicar os preços que vigoravam antes da atualização de dezembro de 2019, voltando a L1 de US$ 18.000 para US$ 12.500, mas o hurdle de 180% do CDI também retornará para 125% do CDI. O antigo preço de US$ 12.500 para a licença L1 será mantido por tempo indeterminado. 
 
Durante a promoção Black Friday (pagamentos efetuados até 15/12/2020), também estará disponível a licença bienal L0, cujo preço será de US$ 3.141,59 e o valor limite de aplicação será de US$ 10.000. Será aplicado também o desconto de 5% para qualquer licença adquirida por novos clientes e 25% para renovações de clientes antigos (além de atualização monetária reversa proporcional ao período que falta para renovação, calculada com base na performance média do Saturno em seu histórico). Após 15/12/2020 as licenças L0 não serão mais comercializadas e o desconto de 25% nas renovações também não será aplicado. 
 
Aproveitamos também a oportunidade para agradecer à confiança e a paciência de todos os clientes que nos acompanharam com fidelidade nesse período de crise, em especial aos que nos enviaram mensagens de apoio e incentivo e aos que renovaram ou fizeram upgrade de suas licenças mesmo estando numa fase ruim. Esperamos que nos próximos meses os resultados sejam cada vez melhores e o ano de 2020 ainda termine com lucros substanciais, assim como todos os anos vindouros. 
 
Cordialmente, 
Hindemburg Melão Jr. 

  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram

CONTATO

Para agilizar seu atendimento, por gentileza, preencha corretamente todos os campos abaixo:

© 2019 Saturno V Todos os direitos reservados. O Saturno V não comercializa nem distribui cotas de fundos de investimento ou qualquer outro ativo financeiro, fornecemos licença de uso do sistema automatizado.